As Novas Configurações Familiares

Em 12 ago 2019


Mulheres que cuidam de seus filhos sozinhas, famílias com dois pais ou duas mães, famílias cujos avós são as pessoas que criam, pais e mães de humanos ou de bichos, pai, mãe e filhos, etc. Não importa! As novas configurações familiares estão aí e você tem que respeitar!

Ainda sobre as celebrações de domingo do Dia dos Pais, aceite você ou não, é impossível não falar sobre os novos tipos de famílias da atualidade. Até porque, antes de tudo, o que se quer é respeito. Sendo assim, o Dia dos Pais, pra muita gente, é dia dos 2 pais, da mãe que é pai, do marido que é pai do filho ou do cachorro ou, também, dia de lembrar daqueles pais que já se foram, como é o meu caso.

Tudo isso traz um novo sentido para a comemoração do Dia dos Pais, que em muitas escolas, por exemplo, já foi abolido há muito tempo, tendo sido transformado no Dia da Família, o que eu acho, particularmente, muito bom e prudente, tendo em vista que crianças que já perderam seus pais ou que nunca tiveram um pai não precisam passar por uma situação constrangedora ou triste de não se sentirem incluídas na data comemorativa.

Um aparte à data também se faz quanto ao comércio: as datas comemorativas sempre vêm para dar aquela chacoalhada na economia, que anda precisando mesmo, diga-se de passagem, embora se saiba que o Dia das Mães e o Natal são sempre os mais bem-sucedidos quando o assunto é consumo.

Aliás, o fato de o Dia das Mães sempre superar o Dia dos Pais no que tange a este ponto financeiro, vem sempre ao encontro de que, ao que parece, existem mais mães do que pais no que diz respeito à presença da figura materna ou paterna na vida das pessoas. Ou seja, cada vez mais as mulheres se encontram em lugar de protagonismo dentro de suas casas, criando seus filhos sozinhas. Não estou falando nada demais: é só analisar os números.

De qualquer forma, seja lá qual for a sua família, a gente aqui manda um abraço a todos os pais, paes, etc., e também manda um beijo especial de solidariedade àqueles e àquelas que já não os têm mais presentes, deixando o recado de que não importa a configuração familiar à qual você pertence: o que importa sempre mesmo são os laços de amor (que são eternos)!

By Andrea Nascimento

Siga Andrea Nascimento no Instagram: @andreanascimentoficial

Acesse e se inscreva no Canal Deu a Louka no YouTube! Clique aqui!

Deixe seu comentário