Autocensura

Em 16 set 2019

E quando a gente se autocensura? Ou seja, quando a gente prefere ficar quieta pra não gerar polêmica, nem ser atacada sem critério na vida on-line e off-line, como é que faz? Relaxa! Em tempos de polarização, todo mundo tem segurando a língua (ou o dedo!) em alguns momentos pra não criar tumulto. Afinal, quem nunca engoliu um sapo pra não cuspir um tapa?

“Fazer a egípcia”! Ou seja, fingir que nada está acontecendo ou até mesmo mudar de assunto, a depender da roda de conversa, pra não criar caso com ninguém. Achar um tema interessante de ser debatido ou escrito em uma coluna semanal como esta ou roteiro, mas preferir não abordar o assunto porque sabe que está mexendo em vespeiro. Normal!

Isto significa se autocensurar, amiga. Ou seja, quando a gente até acha que tem algo legal pra escrever ou falar, mas prefere ficar quieta pra não dar ruim! Quem nunca? Não deveria ser assim, mas acontece. Aceita que dói menos!

Eu mesma, neste blog e nos vídeos do Canal Deu a Louka! Quantas vezes não tive ideias incríveis (pelo menos eu achei incríveis, dá licença!), mas achei melhor não tocar no assunto pra não sair “causando” por aí?! Quantas vezes eu falo em códigos através destas linhas?! Quantas vezes me posiciono sem me posicionar?! All the time!

Felipe Neto que o diga! Foi se posicionar e olha o que aconteceu! Agora tem que andar até com segurança, coitado! Pelo menos foi o que eu li… Calma, Felipe! Tudo vai dar certo!

A verdade é que os tempos estão estranhos e a gente tem que ter muito sangue frio (colhões mesmo!) pra se posicionar! Do contrário, perde negócio, perde seguidor, perde amigo… Tá puxado!

Não cheguei a ter perdas ainda através dos meus posicionamentos sobre empoderamento feminino, foco principal do Deu a Louka. É que, muitas vezes, eu falo em códigos, né? Mas confesso que foi bem interessante uma mensagem recebida de uma pessoa do meu Instagram (@andreanascimentoficial): ele(a) me perguntou qual era o meu posicionamento político e disse que só ia me seguir de fosse um determinado posicionamento. Respondi prontamente e, por acaso, era o mesmo que o dele(a). E então ele(a) passou a me seguir. Ou seja: deu match! Mas e se não fosse o mesmo posicionamento? E se não tivesse dado match? Será que eu seria agredida em caracteres?

Tempos estranhos. O melhor mesmo seria que cada um aceitar o outro do jeito que é. É a diferença que ilumina o debate, minha gente! Em outras palavras, é a diversidade! Quem sabe assim a gente iria se autocensurar menos, né?

Mas fica tranquila que passa, amiga! Respira fundo, foca no que é importante e coragem! Sim, sempre coragem! É a coragem que move o mundo e te leva pra frente! Enquanto tá sombrio, faz a egípcia! E quando melhorar, solta esta Cleópatra louca que tem aí dentro de você! Fica a dica! Segue o jogo!

By Andrea Nascimento

Siga Andrea Nascimento no Instagram: @andreanascimentoficial

Acesse e se inscreva no Canal Deu a Louka no YouTube! Clique aqui!

 

Deixe seu comentário