Michelle x Melania

Em 24 jan 2017

Woman symbol cut in wooden board isolated on white.
Sai Michelle, entra Melania. Diferenças? Todas! Semelhanças? Só a letra M do nome! Sai a Mulher-Maravilha e entra a bela, recatada e do lar. Seja como for, Michelle vai deixar saudades…

Num momento em que até a Globeleza se renovou (adoramos!), dando menos ênfase ao corpo feminino como objeto de uso e descarte, surge Melania Trump, com sua indiscutível beleza, é verdade, mas criando um retrocesso ao legado deixado por Michelle Obama. Afinal, Michelle representa a mulher do século XXI: profissional de excelência, batalhadora, proativa e com posição de destaque à frente dos holofotes, nunca atrás da sombra do marido.

Além disso, Michelle ainda tinha o dom do discurso e nos fez muitas vezes chorar com suas palavras nos últimos oito anos.

Confesso que, independentemente de tudo que possa acontecer, não ver Hillary tomando posse como a mulher mais poderosa do mundo foi bem frustrante para uma feminista como eu. Ver Melania, com seu figurino chiquérrimo à la Jackie O., também foi frustrante, não por causa dela, pois realmente não tenho nada contra a sua pessoa, mas pelo papel que ela passa a representar ao lado de Donald Trump: a mulher calada, que faz as honras do marido e que sempre fica em segundo plano. Ver Michelle indo embora deu uma dor no coração e a máxima #ficaobama não saiu da mente.

Espero, contudo, que no frigir dos ovos, tudo ande bem pelo menos economicamente, pois acaba sendo o que interessa para nós. Mas não se pode negar os passos que damos para trás acerca do empoderamento feminino ao ver o novo casal da Casa Branca. É triste.

De qualquer maneira, eu aqui da minha humilde residência, torço para que os próximos quatro anos passem rápido e que Melania me surpreenda, quem sabe! Também torço para que Ivanka Trump faça as honras da casa e nos traga o que Melania provavelmente não vai trazer: o papel de uma mulher forte e com poder de decisão perante o pai. In Ivanka we trust!

E não posso deixar de torcer, é claro, para que as especulações se concretizem e que Michelle faça em 2020 o que Hillary não conseguiu fazer em 2016! In Michelle we trust! #michelleobama2020!

 

Imagem: Freepik

Deixe seu comentário