Sentindo a Falta de Fernanda Young

Em 26 ago 2019


Mais uma vez (acho que já é a segunda este ano) começo a coluna desta semana no blog dizendo que 2019 tá puxado. Muita gente boa indo embora. E agora, Fernanda.

Tantas criações. Tantos textos. Tantos livros. Ainda sem acreditar que Fernanda Young se foi neste fim de semana, tento aqui prestar uma pequena homenagem a esta mulher que tanto me influenciou e que ainda influencia no meu trabalho de autora e roteirista, com seu humor rápido e inteligente. Ou seja, aquele tipo de pessoa que a gente sempre tenta copiar um pouquinho.

Autora, roteirista, atriz, produtora, apresentadora, mãe, ícone feminista, de pensamentos e imagens fortes e determinantes, ela criou tantas e tantas obras inesquecíveis no cinema, na TV e na literatura, tais como o grande fenômeno “Os Normais” e o meu preferido, o programa “Irritando Fernanda Young”, que eu acompanhava com afinco.

Ou seja, uma mulher e profissional múltipla, atuante em várias atividades, equilibrando todos os pratos que podia e queria, tal qual uma série de mulheres admiráveis que a gente encontra por aí afora.

Inteligentíssima, linda e tatuada, nem posso dizer o quanto de influência a obra desta mulher exerce nos textos e nos roteiros do canal e do blog Deu a Louka. Os diálogos rápidos, sarcásticos, femininos e com muita pra dizer sempre tiveram interferência nas coisas que eu crio. Ela era demais. E vai continuar sendo, eternamente.

A perda de uma pessoa ainda jovem, ativa e cheia de projetos sempre causa choque e espanto. E a perda de Fernanda não fugiu desta regra. É difícil a gente lidar e se acostumar com a perda, seja ela do jeito que for, mesmo que seja a perda de uma pessoa que a gente só conhece de longe e se identifica pela admiração. Este é o efeito que os ídolos movem sobre a gente.

Só sei que, com mais esta ida precoce, a lista de personalidades que tinham um lugar forte de fala e de opinião que se foram no ano de 2019 aumentou ainda mais, o que já tinha começado no primeiro semestre, com o falecimento de Ricardo Boechat, Marcelo Yuka e tantos outros. Que pena, pois estamos num momento em que realmente precisamos de questionadores.

Que me desculpem os leitores aqui do blog que estão acostumados com colunas mais leves e textos mais engraçados, mas não há como não falar dela e não há clima pra fazer piada.

Sem mais, vá em paz, Fernanda. E obrigada por tudo.

By Andrea Nascimento

Siga Andrea Nascimento no Instagram: @andreanascimentoficial

Acesse e se inscreva no Canal Deu a Louka no YouTube! Clique aqui!

Deixe seu comentário