“Viajar é trocar a roupa da alma”!

Em 31 jan 2017

Varios-03
Esta frase é de Mario Quintana e concordo plenamente: viajar é trocar mesmo a roupa da alma! E eu escrevo neste momento de bem longe! Pra quem odeia calor, como já disse em posts anteriores, aviso que agora sim estou com a cara na neve!

Viajar é assim:

Escolhe o destino, planeja, faz lista do que quer levar. Espera o tempo passar. Na véspera, arruma mala. Não cabe tudo (lógico!): a mala tem que ser maior! Fecha a mala com dificuldade (geralmente sentando em cima da mala, numa cena humilhante), coloca um elástico pra não abrir. Pega o passaporte. Pronto, já pode sair!

Passa na Linha Vermelha, a Faixa de Gaza brasileira, morrendo de medo, claro. Ufa! Finalmente chega no aeroporto! Pega fila no check-in, torce pra mala não estar pesada suficientemente pra pagar excesso de bagagem (melhor guardar este dinheiro pra gastar no destino).

Check-in feito! Agora é torcer pra mala chegar (disso, sim, eu tenho pavor!). Vai pra sala de embarque. Espera mais um pouco. Dá uma olhada nas bolsinhas e perfumes do Free Shop (não podem passar imunes). Toma um café. O autofalante chama: “Senhores passageiros, voo…”.

Entra no avião. Acomoda. Aperta o cinto. Decolagem. Toma logo um vinho pra relaxar e não ficar em pânico (não, eu não tenho medo de avião, é sério!). Filme, jantar, filme, mais vinho. Dorme. Tudo dando certo, chega ao destino (um pouco inchada por causa do vinho, mas faz parte).

Coisas novas, novas paisagens, novas experiências, novos vinhos (!), novos doces, novos quilos (pula essa parte!)… Alma nova! Pele nova!

Viajar é bom demais!

Créditos da imagem: Freepik

P.S. Dê uma olhada no projeto #museueviagemmania: entre no meu Instagram (@andreanascimentoficial) ou procure pela hashtag!

 

Deixe seu comentário